Cidade de Maricá

Cidade de Maricá


Tipo: Cidade

Região: Região dos Lagos Fluminense

Localização: Maricá - RJ, Brasil, América do Sul

Lat/Lon: 22°54 26.79 S / 42°49 18.23W

Atividades: Caminhadas, Escaladas e Surf

Época do Ano: Verão, Primavera, Outono e Inverno

Altitude Máxima: 890 m (Pico da Lagoinha)




Descrição



Você está na dúvida em escolher praia ou montanha para seu roteiro do próximo final de semana? Que tal ficar com as duas opções? Estou falando do município de Maricá que possui incríveis montanhas de granito que afloram do solo próximo ao mar, sem contar suas lagoas, praias e restingas. Sua beleza bucólica surpreende e tem encantado a todos que decidiram encarar essa aventura.

Maricá integra a Região dos Lagos Fluminense e é muito conhecida pelas suas belas praias, mas a cidade também possui uma região serrana que é ainda pouco explorada pelos aventureiros. O relevo da cidade é predominantemente formado pela planície costeira, onde mora e trabalha quase a totalidade da população. Mais ao norte do município - na divisa com os municípios de Itaboraí e Tanguá - encontramos uma pequena amostra da Serra do Mar. É nessa região que descobrimos a porção de Mata Atlântica mais preservada do município, que juntamente com as cachoeiras, córregos e rios compõem a beleza do local. As fazendas e chácaras remetem ao clima de cidade do interior.


Caminhando na Serra do Espraiado


Seu nome se deve pela abundância de uma espécie de vegetação espinhosa que foi abundante nessa região. Essa vegetação os indígenas chamavam de Maricaá, palavra formada por mari (espinheiro), caá (mato). Segundo outros, o seu nome deriva da corruptela do termo maracá, espécies de chocalho usado pelos índios locais em suas festividades guerreiras.

Maricá fica há aproximadamente 65 km da cidade do Rio de Janeiro, e por essa proximidade e pela variedade de encantos naturais, vem atraindo cada vez mais os aventureiros de plantão. A trilha mais conhecida é da Pedra do Elefante (442m), que é o ponto mais alto da Serra da Tiririca e fica bem na divisa com a cidade de Niterói. A cidade possui muitas outras caminhadas, como a surpreendente trilha para o Pico da Lagoinha, que é ponto culminante de toda Região dos Lagos com 890m de altitude.


Visual do Alto da Serra


Além das citadas acima, a cidade também possui outras belas caminhadas como a da Gruta do Spar que é composta de 02 cavernas, tendo em uma delas um lago artificial. Outra trilha bem conhecida e bem leve para toda família é a trilha da Pedra do Macaco (que tem esse nome pela semelhança a um macaco sentado) com uma altitude de 300 mts. Do seu cume temos um singular visual das Lagoas de Maricá e da Pedra de Inoã, sua vizinha. Menos conhecida, a trilha para a Pedra do Silvado - que é o segundo ponto mais alto de Maricá com seus 623m de altitude - é vencida por uma caminhada moderada de aproximadamente 3 horas de duração, mas o esforço é compensado com o visual de 360º de seu cume.


Visual das Terras de Tanguá


No panorama cultural, Maricá possui também igrejas, a Casa de Cultura, a fazenda do Pilar (onde há um casarão em que a Princesa Isabel e o Conde D'Eu se hospedaram ao visitar a cidade), a Fazenda Itaocaia (com ruínas de uma senzala, uma capela quase intocada e um celeiro secular, ela foi usada por Dom Pedro I para se encontrar sua amante Marquesa de Santos e também foi cenário para a novela Praia Grande da extinta Rede Manchete), e o Farol de Ponta Negra. Todos abertos à visitação.

   Altitude Máxima: 890 m (Pico da Lagoinha).
   Carta Topográfica:
   Atração: Montanhas, Praias e Lagoas.


Atrações



   Cachoeira do Espraiado: 15 Km do Centro da Cidade.
Situada no Bairro do Espraiado, com queda d'água de 3m. num lugar tranqüilo onde a mãe natureza comanda o espetáculo.
Propícia para caminhadas.

   Gruta do Spar: 15 km do Centro.
Localização: Mineração Spar (Cassorotiba).
Acesso: 15Km da RJ 106 (entrar à esquerda).
Características: Trilha leve, sendo composta de 02 cavernas, tendo em uma delas um lago artificial.
Dados Complementares: Por serem minas abandonadas do século passado a sua visitação só é permitida com prévia autorização.

   Pedra de Inoã: A Pedra de Inoã tem a altitude de 400 metros e seu topo é acessado pela caminhada mais pesada do município, pois além de íngreme, não existe trilha marcada pois ela recebe pouquíssimos aventureiros. Se acesso é pela rodovia Amaral Peixoto na altura do Km 17. De seu topo avista-se quase toda Maricá e suas belezas naturais, como litoral de Itaipuaçu e Maricá, Serra da Tiririca, Morro do Macaco, Pedra do Elefante, ...
Acesso: 17Km da RJ 106 (entrar à esquerda).


Pedra de Inoã visto da Pedra do Macaco


   Pedra de Itaocaia: Localizada no loteamento Itaocaia Valley. 17 Km do Centro.
Acesso: Km 15 da RJ 106 (Estrada de Itaipuaçu, 500 m do Posto Golfinho).
Características: Trilha leve, com vegetação de Mata Atlântica, visão circundante, e altitude de 389 m.


Pedra de Itaocaia


Dados complementares: O nome da pedra é derivado do Tupi Tocai, que significa espreitar , com intuito de ataque. Existiu nas imediações um quilombo, cujos quilombolas, frequentemente, atacavam os viajantes que por ali passavam para municípios vizinhos até Cabo Frio.


Visual do Cume da Pedra de Itaocaia, Fotógrafa: Márcia


   Pedra do Elefante:
Localização: Praia do Recanto (Itaipuaçu).
Acesso: Estrada da Serrinha (Mirante de Itaipuaçu), ou Km 15 da RJ 106 (à direita).
Características: A Pedra do Elefante ou Alto Mourão (442 m) é o ponto mais alto da Serra da Tiririca, de seu cume temos uma incrível visão de 360º. Olhando-se para oeste, vemos as montanhas do Rio, o Costão de Itacoatiara ou Morro do Tucum (217 m), o Morro das Andorinhas, toda a Região Oceânica de Niterói, suas lagoas e praias. Virando-se para o leste, vemos uma enorme praia que chega a sumir no horizonte, essa é a Praia de Itaipuaçu com quase 40 km de extensão. Ao longo, as lagoas de Maricá, da Barra e de Guarapina. Bem à nossa frente, as Ilhas Maricás (as únicas ilhas neste extenso e perigoso litoral, do Rio até Cabo Frio). Ao norte, toda a Serra da Tiririca e a Serra dos Órgãos bem ao fundo.
 

Pedra do Elefante

 
   Pedra do Macaco: em São José do Imbassaí, 09 km do Centro.
Acesso: Km 21 da RJ 106 (à esquerda).
Características: Trilha leve, com visão circundante das Lagoas de Maricá, e da Pedra de Inoã ao lado. Sua altitude é de aproximadamente de 203 m.
Dados Complementares: A pedra tem esse nome devido nome a sua semelhança com um macaco sentado.


Pedra do Macaco


   Pedra do Silvado: Estrada do Silvado -10 Km do Centro.
Localização: Silvado na altura do Km 30 da RJ 106, entrar à esquerda, pegando a RJ 114.
Acesso: Pela RJ 114 pegar a estrada para o Silvado.
Características: Vegetação de médio porte. Visão circundante. Trilha pesada, com altitude de 623m.
Dados Complementares: É o segundo pico mais alto de Maricá. De seu cume tem a visão dos municípios vizinhos, até a Baía de Guanabara.

   Pico da Lagoinha: 10 km do Centro da cidade.
Localização: Espraiado / Serra do Mato Grosso.
Acesso: Estrada do Espraiado, Km 38 da RJ 106.
Características: O Pico da Lagoinha com seus 890 metros de altitude é o ponto culminante de Maricá e de toda a Região dos Lagos Fluminense. O seu cume, por ter uma vegetação bem fechada, impede um pouco os aventureiros de admirar o incrível visual da região, mas somos presenteados no decorrer de sua trilha, pois sempre que abre alguma clareira entre as árvores podemos contemplar um pouco da beleza dessa terra, como se fosse uma moldura para uma singular pintura.


Visual do Cume do Pico da Lagoinha


   Serra do Camburi: Km 24 da RJ 106, 07 Km do Centro.
Acesso: Estrada do Retiro, Km 24 da RJ 106.
Características: Trilha de moderada a pesada, com vegetação densa de Mata Atlântica. Rica flora e fauna, altitude de aproximadamente de 400 m.
Dados Complementares: Camburi é derivado do Tupi que significa "mato flexível".
 
   Serra do Espraiado: 17 km do Centro.
Acesso: Entrar para o Espraiado no Km 38 da RJ 106, passando pelo Vale de São Francisco.
Características: Vegetação densa de Mata Atlântica, com muitos córregos e rios. Trilha moderada, com altitude de 600 m.
Dados Complementares: De seu topo podemos avistar todo Vale de São Francisco e o litoral de Maricá, até Ponta Negra. Avista-se também o vale onde acontece a divisa de Tanguá e Rio Bonito, com belas cachoeiras.


Visual da Serra do Espraiado



História



O povoamento de Maricá começou no final do século XVI, efetivado pelos portugueses que haviam recebido terras em doação (as sesmarias) na faixa do litoral compreendido entre Itaipuaçu e a Lagoa de Maricá. Quando o Padre José de Anchieta chegou às margens da Lagoa em 1584 (onde se realizou a célebre pesca milagrosa), ali encontrou diversos núcleos de povoamento em plena atividade, destacando-se as sesmarias de Antônio Mariz, na região de São José de Imbassaí, e a de Manoel Teixeira, localizada junto à Lagoa.

O primeiro centro efetivo de população localizou-se onde se encontram o povoado de São José de Imbassaí e a Fazenda de São Bento, fundada em 1635 pelos frades beneditinos. Neste mesmo lugar foi construída a primeira capela da região, dedicada a Nossa Senhora do Amparo e reconhecida como paróquia perpétua em 12 de janeiro de 1755. As febres palustres, que então existiam ali, forçaram os colonos a mudar para o outro lado da lagoa, onde estabeleceram as bases da Vila de Santa Maria de Maricá, elevada a essa categoria em 1814, e destacando-se assim das terras do Rio de Janeiro, de Cabo Frio e da Vila de Santo Antônio de Sá, às quais pertencia.

Em 1889, logo após a Proclamação da República, a Vila de Maricá apresentava um progresso tão grande que o governo resolveu elevá-la à categoria de cidade. A Lei Áurea, por outro lado, prejudicou bastante a atividade agrícola, fazendo com que a nova cidade sofresse algumas dificuldades no seu desenvolvimento.

Após a Segunda Grande Guerra, o município passou por intensas transformações em suas atividades econômicas, pois com a crise no mercado de produtos cítricos, as antigas fazendas entraram em declínio e a produção agrícola passou a depender do mercado consumidor da metrópole carioca e sua região metropolitana. Maricá torna-se um importante fornecedor de produtos agrícolas para o Rio de Janeiro.

Outro importante fator de transformação também ocorrido na década de cinqüenta (séc. XX), foi a melhoria dos meios de circulação, em especial a pavimentação da rodovia Amaral Peixoto, que liga a Região Metropolitana aos municípios da Região dos Lagos, levando ao desenvolvimento das atividades turísticas devido aos seus atrativos naturais como lagunas e praias de grande beleza e de excelente qualidade ambiental.

A partir dos anos 70, após a construção da ponte Presidente Costa e Silva (Rio-Niterói), é que as atividades vinculadas ao turismo e ao lazer de fim de semana, apresentaram características de um crescimento desordenado e nocivo aos próprios atrativos da região.

Na época atual, Maricá passou por outra importante transformação, deixando de ser uma área de intensa ocupação nos fins de semana e período de férias, para ser cada vez mais ocupada por uma população permanente. Com isso, constituiu-se verdadeiramente em um chamado município dormitório, já que grande parte deste contingente populacional ainda trabalha em outros municípios, principalmente em Niterói e no Rio de Janeiro.
 

Localização



Maricá é uma das cidades que integra a Região dos Lagos Fluminense.


Acesso



O acesso mais fácil para chegar na cidade de Maricá é pela Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106).


Como Chegar



Partindo da Cidade do Rio de Janeiro, pegue a ponte Rio-Niterói e saia pelo acesso Tribobó-Maricá. Siga pela Alameda São Boaventura pela RJ - 104 até Tribobó. Vire à direita na Rodovia Amaral Peixoto (RJ 106) até o KM 28, que é a entrada para Maricá.


Quando Ir




Galeria de Fotos



2009-11 - Travessia Espraiado x Sampaio Correira
2007-10 - Pedra do Elefante
2007-05 - Pico da Lagoinha
2004-05 - Pedra do Elefante


Download Tracklogs



Tracklogs da Cidade de Maricá


Dicas



   Não esqueça de levar um bom filtro solar, mesmo quando o tempo estiver encoberto.


Tempo





..: Clube do Aventureiros :..
www.clubedosaventureiros.com


Adote uma Montanha


Quer contribuir com o Guia de Trilhas / Montanhas e Cachoeiras? O Guia está aberto a contribuição de seus leitores. Clique para saber mais detalhes.


Direitos autorais


© 2002 - 2012. Todos direitos reservados ao Clube dos Aventureiros. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, modificado, reescrito ou redistribuído e nem criação de obra derivada.

Os artigos e suas respectivas informações, incluindo logotipos, sinais, desenhos, ilustrações, fotografias, textos, gráficos e outros arquivos incluídos neste site são protegidos pela legislação de propriedade intelectual vigente e pertencem ao Clube dos Aventureiros ou são utilizadas apenas mediante autorização.

Toda cópia sem autorização do titular dos direitos autorais e ou detentor dos direitos de reprodução ou fora das estipulações legais constitui contrafação, um ato ilícito civil e criminal.


Artigos Relacionados:

comentários  

 
-1 #5 21-06-2013 23:33
legal muito bom
Citar
 
 
+3 #4 20-08-2012 20:17
adoreiiiiiiii genti eu nunca vi um texto tao bom quanto esse ai meu deus do ceu eu vou publicar eu sou uma jornalista.kkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkk
Citar
 
 
+5 #3 13-08-2012 15:07
achei legal a pedra do elefante
Citar
 
 
-3 #2 13-08-2012 15:05
nada ve a pedra do macaco
Citar
 
 
-4 #1 27-10-2010 00:46
Gostaria de saber quanto tempo leva de Maricá à Cabo Frio? Estou querendo comprar um imóvel em Maricá .
Grata
Citar
 

Comentar:


Código de segurança
Atualizar

Avaliação do Usuário: / 4
PiorMelhor 

Login

Login Cadastro

Login para sua conta

Sem conta? Campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.

Por favor, informe um Nome de Usuário válido. Sem espaços, com pelo menos 2 caracteres e contendo apenas letras e números.
Por favor, informe um Senha válido. Sem espaços, com pelo menos 4 caracteres e contendo apenas letras e números.
Senhas não conferem.
Por favor, informe um endereço de e-mail válido.
E-mails não conferem. ?>


Quem está Online

Nós temos 254 visitantes e 1 membro online
  • hugo

Estatísticas

Visualizações : 17701001
English Chinese (Simplified) Dutch French German Italian Japanese Russian Spanish