Faleceu ontem as 81 anos Walter Bonatti

Ontem, 13 de setembro, faleceu em Roma, Walter Bonatti aos 81 anos devido a uma grave doença, mas segunda a imprensa italiana ele comemorou seu aniversário de 80 anos com a vitalidade e compromisso que ele sempre demonstrou em sua vida. Bonatti foi um grande clássico montanhista, que deixou um legado com suas rotas aberta desde o final dos anos 50 e início dos anos 60 e foi um dos maiores pontos de referência global para as gerações futuras. Em 2009 ele recebeu o Piolet d'Or para a Vida Alpina quando essa premiação internacional foi refundada.

O corpo do ex-atleta, que também era escritor e jornalista, será levado no sábado a Lecco, cidade montanhosa atravessada pelos Alpes, onde no domingo será velado, informou o editor Baldini Castoldi Dalai, que publicou uma obra literária do atleta baseada em suas experiências e viagens.

Os 15 anos de carreira como montanhista transformaram Bonatti em uma lenda. Com 18 anos, o italiano alcançou sua primeira conquista ao subir o topo da montanha Grigna, situada próxima a Lecco.

Bonatti deixou a escalada em 1965, aos 35 anos, após a abertura de uma via no lado norte do Matterhorn e se dedicou a viajar e a escrever várias reportagens e livros.. Foi uma aventura para outras paisagens conforme relatou um jornalista na época. Houve, no entanto, uma montanha ficou engasgada bem no fundo. Ele foi alvo de uma polêmica “kafkiana” que durou desde 1954, ano da primeira ascensão do K2, até o ano de 2008. Por ocasião dessa expedição que culminou com Achille Compagnoni e o Lino Lacedelli, o alpinista oficial italiano acusou a Bonatti de ser responsável pelo bivaque a 8.000 metros, de gastar o oxigeno, de por em perigo o Madhi que precisou amputar severamente seus dedos.

Bonatti conquistou o tribunal demonstrado em vários livros, tais como “Processo no K2” e “K2”, a verdadeira história do caso, com análise minuciosa da verdade, com isso a comunidade do montanhismo começou a acreditar nele. Mas foi somente em 2007, quando o Clube Alpino Italiano alterou a história oficial com a publicação do artigo denominado de "K2, o fim de uma história" apoiando a verdadeira história contada por Bonatti. Este fato foi para ele uma grande e merecida felicidade depois de 50 anos com o seu nome em cheque, porque, embora a grande maioria acreditava há algum tempo em Bonatti, os artigos e livros sobre a história contavam uma “verdade” diferente. Uma alegria partilhada precisamente em Madrid, porque o anúncio coincidiu com a visita para receber um prêmio da Sociedad Geográfica Española pelos seus feitos.

O italiano buscou as fontes do rio Amazonas, estudou os tigres de Sumatra (Indonésia); provou que o autor de "Moby Dick", Herman Melville, esteve realmente preso pelos canibais nas Ilhas Marquesas, como escreveu em "Taipi: Paraíso de Canibais"; e explorou sozinho o Cabo de Hornos (Chile).

O famoso alpinista italiano, Reinhold Messner, primeiro a escalar as 14 montanhas mais altas do mundo, disse que Bonatti era o último grande alpinista tradicional, em entrevista publicada no site do jornal Corriere della Sera.

Nesta quarta-feira, o senado italiano dedicou um minuto de silêncio e um discurso em homenagem ao maior alpinista de todos os tempos.

Artigos Relacionados:

comentários  

 
0 #1 Regina Rabello 30-09-2011 22:42
Deixo aqui minhas homenagens a este homem Grande / forte / e vencedor!

bençãos ecológicas do Amazonas
Citar
 

Comentar:


Código de segurança
Atualizar

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

Login

Login Cadastro

Login para sua conta

Sem conta? Campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.

Por favor, informe um Nome de Usuário válido. Sem espaços, com pelo menos 2 caracteres e contendo apenas letras e números.
Por favor, informe um Senha válido. Sem espaços, com pelo menos 4 caracteres e contendo apenas letras e números.
Senhas não conferem.
Por favor, informe um endereço de e-mail válido.
E-mails não conferem. ?>


Quem está Online

Nós temos 190 visitantes online

Estatísticas

Visualizações : 20707273
English Chinese (Simplified) Dutch French German Italian Japanese Russian Spanish