Pico do Alcobaça

Pico do Alcobaça


Tipo: Montanha / Morro / Rocha

Região: Parque Nacional da Serra dos Órgãos

Localização: Petrópolis - RJ, Brasil, América do Sul

Lat/Lon: 22°28'18.95"S / 43° 7'0.11"W

Atividades: Caminhadas e Escaladas

Época do Ano: Primavera, Outono e Inverno

Altitude: 1.811 m




Descrição



O Pico do Alcobaça com 1.811 metros de altitude é considerado o símbolo do montanhismo petropolitano, mas não é por menos: é uma das mais belas e imponentes montanhas de Petrópolis, com uma localização geográfica privilegiada, proporcionando ao aventureiro um belo visual de 360º de toda Petrópolis. De seu cume é possível ver grande parte da Serra dos Órgãos, das montanhas de Itaipava e até mesmo a cidade do Rio de Janeiro.

Por sua imponência a montanha pode ser vista de praticamente todas as regiões de Petrópolis, mas seu principal acesso se dá por uma inclinada, mas bela trilha que começa no bairro do Bonfim, nessa trilha os aventureiros cruzam por campos de cultivo, vegetação de Mata Atlântica e campos de altitude com belas orquídeas e bromélias.


Visual do Cume do Pico do Alcobaça


O Pico do Alcobaça possui uma grande e vistosa parede oeste possui um enorme diedro que forma um número sete. Esta formação na parede é tão peculiar a ponto de fazer com que o Alcobaça também seja conhecido como "Pedra do Sete".

Tanto as encostas do Pico do Alcobaça como as da vizinha Pedra da Mãe D’Água - que é uma magnífica rocha que tem o formato de uma pirâmide, dependendo do ângulo em que é vista - faziam parte da antiga Fazenda Alcobaça, que era uma propriedade da Companhia Petropolitana de Tecidos. Após a sua falência, essa grande área foi vendida em 1982 ao extinto Banco Nacional da Habitação (BNH), que tinha um projeto para a construção de um grande conjunto habitacional de mais de 2.500 unidades.


Visual 180 graus do Cume


O tipo de ocupação pretendida acarretaria, sem dúvida, uma séria degradação dos recursos hídricos e dos mananciais que abastecem o bairro da Cascatinha, em Petrópolis, há mais de cem anos, sendo até hoje a única fonte de abastecimento de cerca dos 10 mil moradores locais. Por isso, na época houve uma enorme mobilização da comunidade local - principalmente de quem depende da água captada no local -, a qual impediu a construção desse condomínio. Em 1986, por ocasião da extinção do BNH, a área passou ao domínio da Caixa Econômica Federal.


Pico do Alcobaça visto da Trilha


Para protejer essa bela área foi criada em 05 de maio de 1989 a Reserva Ecológica do Alcobaça, pelo Decreto nº 97.717, ocupando uma área de 2.280.000 m² com altitude que variava aproximadamente entre 825 m e 1.040 m. Foi somente em 11 de novembro de 2005 que a Caixa Econômica Federal assinou o termo de doação ao IBAMA da Reserva do Alcobaça. Esse evento de assinatura aconteceu em Petrópolis, no salão da Igreja de Cascatinha, com as presenças da ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, do diretor do IBAMA, Luiz Fernando Krieger, do vice-presidente da CAIXA, Fernando Nogueira, além de moradores da região.


Pico do Alcobaça (ao fundo) visto da Pedra do Triunfo


Finalmente o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, assinou no dia 13 de setembro de 2008 um decreto que anexou ao Parque Nacional da Serra do Órgãos as vertentes que compreendem o Pico do Alcobaça e também a Pedra da Mãe D'Água, pois isso mesmo antes de trilhar suas encostas é importante comunicar ao parque a intenção de ir, mas como não passa por nenhuma portaria do parque o ingresso não é cobrado. A área anexada possui mais de 6.000.000 m² e foi requerida por se tratar de um ecossistema representativo da Mata Atlântica, com trechos de mata primária, encontrando-se em excelente estado de conservação.


Pico do Alcobaça visto do Morro do Cobiçado


Existem várias vias de acesso ao Pico do Alcobaça e a mais conhecida fica bem perto da portaria de Petrópolis do Parque Nacional da Serra dos Órgãos no Vale do Bonfim localizado no distrito de Corrêas.


Visual do Pico do Alcobaça


   Altitude: 1.811 m.
   Nível: Caminhada Leve superior.
        Duração: 2h00 min até 3h30 min (Ida).
        Distância: 3 km.
        Desnível: 850 m.
   Unidade de Conservação: Parque Nacional da Serra dos Órgãos.
        Administração: ICMBio.
   Serra: Serra dos Órgãos.
   Bioma: Floresta Atlântica.
   Carta Topográfica: Itaipava.
   Atração: Paisagem.


A Trilha



A trilha para o Pico do Alcobaça que começa no Vale do Bonfim é classificada como leve superior e possui uma duração média de 3 horas (ida) para se vencer um desnível aproximado de 850 metros.

A caminhada começa em uma ladeira que mais parece uma estradinha de terra muito erodida que fica ao lado de um grande portão de madeira, que é a entrada para o Sítio Ughetto (vide como chegar). Subindo mais um pouco por essa estradinha, iremos encontrar algumas casas bem simples com alguns cachorros bem ariscos.


Subindo pela Estradinha


Caminhado mais ou menos 25 minutos, vamos chegar a uma bifurcação onde a estradinha que estamos vai começar a descer e existe uma entrada que segue subindo à direita. Nesse ponto é preciso entrar a direita em direção a uma plantação de flores,  que dependendo da época do ano essa região fica muito bonita e florida - um ótimo lugar para tirar muitas fotos, ainda mais que nesse ponto já é possível ver o Pico do Alcobaça ao fundo, mas em outras épocas o que vamos encontrar é muito mato.


Entrando no começo da Trilha
Repare a cerca viva a esquerda e o Alcobaça ao fundo


Assim que entrar a direita devemos seguir em frente (reto), pois o começo efetivo da trilha fica entre uma cerca viva e a plantação (devemos seguir paralelo a cerca viva). Nesse ponto, durante o período da colheita, normalmente fica um pequeno caminhão estacionado, e também pode ficar com um mato alto se estiver fora da temporada de montanhismo; cuidado para não passar direto.


Visual da Trilha


Caminhado mais 15 minutos - agora pela trilha - atravessaremos um pequeno córrego, que é o último ponto de água da trilha. Abasteça os cantis, pois a subida é castigante. A trilha segue sempre subindo e caso haja alguma bifurcação, sempre escolha a que estiver subindo. A partir do córrego, a trilha segue em meio a Mata Atlântica que dependendo da época do ano pode estar com o mato muito alto - o que nos facilita a pegar um caminho errado -, mas se a trilha escolhida ficar muito fechada e muito difícil de seguir é porque você pegou a trilha errada. Infelizmente, de tanta gente pegar a trilha errada, existe uma segunda trilha que não leva a lugar nenhum. Mas não se preocupe; volte um pouco e preste sempre atenção à trilha que segue subindo.


Trilha ingrime


Depois de caminhar cerca de 1:30h dentro da Mata Atlântica, a mata começa a diminuir, dando lugar a uma vegetação mais rasteira mas com a trilha bem marcada. Nesse ponto estamos bem perto do cume, mas essa é a parte mais arriscada da subida, pois na trilha existem áreas muito escorregadias, com uma inclinação média de mais de 60 graus. Nesse ponto precisamos ter muito cuidado.


Trilha em meio ao capim alto


O cume é plano e bem largo, mas não existem áreas protegidas para camping e nem água; por isso, se quiser acampar, procure ver antes a previsão meteorológica e de levar tudo o que precisar. Do cume temos um belo visual de 360º de toda Petrópolis. É possível ver grande parte da Serra dos Órgãos, das montanhas de Itaipava e até mesmo a cidade do Rio de Janeiro.


Visual do Cume do Pico do Alcobaça



Via de Escalada



   Face Noroeste do Alcobaça: (2º III)60 m
Conquistada em 15/05/1982 por Antônio Carlos Magalhães, Eric Nyssens, Murilo Pércia e Cesar Augusto Delgado


Localização



O Pico do Alcobaça se localiza no Bairro Bonfim situado na Cidade de Petrópolis, região serrana estado do Rio de Janeiro e dentro dos limites do Parque Nacional da Serra dos Órgãos.


Como Chegar



   De Ônibus:

A partir da rodoviária intermunicipal de Petrópolis (Terminal Bingen), pegue o ônibus da linha 150 que segue para o terminal rodoviário Corrêas. Já nesse terminal, é preciso fazer uma baldeação para pegar o ônibus da linha 616 Pinheiral (melhor opção porque o ponto final é mais perto do início da trilha) ou da linha 611 Bonfim. Descendo no ponto final é preciso continuar subindo a pé pela Estrada do Bonfim. Perto do Tche bar pegue a bifurcação da esquerda para continuar subindo pela estrada. Uns 100 metros antes da entrada para a Pousada Paraíso do Açu (que fica à esquerda) entre na Rua José Pimenta, que é uma rua de terra bem estreita e esburacada. Se você errar e não entrar nessa rua, em 5 minutos você chegará na portaria do Parque Nacional da Serra dos Órgãos ou na Pousada.

Entrando na Rua José Pimenta logo você encontrará na sua direita a bela Igrejinha do Bonfim com uma bela plantação de rosas na frente da igreja. Continue seguindo a rua que dá uma virada para a esquerda e começa a subir. Suba a ladeira que tem uma pavimentação somente onde passam as rodas do carro até um grande portão de madeira, que é a entrada para o Sítio Ughetto. A ladeira parece acabar nesse portão, mas não acaba; se você reparar, ela continua mais à direita, mas nesse ponto ela se transforma em uma ladeira de terra estreita e bem erodida. Essa ladeira é o começo da caminhada para o Pico do Alcobaça.

Para programar melhor a logística, entre no site da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes, mais precisamente na pagina do Terminal Corrêas para ver os horários desses ônibus, pois nos finais de semanas e feriados são bem escassos.

Horários do ônibus Corrêas x Pinheiral - Linha 616
Horários do ônibus Corrêas x Bonfim - Linha 611


   De Carro:

A partir do Rio de Janeiro siga na direção de Petrópolis pela BR-040 - que também é muito conhecida como Washington Luiz, quase chegando a Petrópolis não entre na cidade, continue na estrada em direção ao distrito de Itaipava e/ou a cidade de Juiz de Fora (MG). Após passar o túnel você deve seguir uma média de 15 a 20 minutos para depois pegar a saída para Itaipava à direita no Km 63, um pouco antes uma concessionária de carros. Siga pela estrada União Indústria sem entrar na rotatória para Itaipava, seguindo na direção centro. Depois de passar dos bairros de Bonsucesso e Nogueira você chegará á Corrêas, entre a esquerda e contorne a Praça de Corrêas, entre na Rua Agostinho Goulão; nesse ponto zere o hodômetro de seu carro, ande cerca de 3,5 km, entre à direita na Estrada do Bonfim (um trecho desta estrada é de terra e é uma subida de mais ou menos de 30 minutos).

Uns 100 metros antes da entrada para a Pousada Paraíso do Açu (que fica à esquerda), entre em uma bifurcação à direita, que é uma rua de terra bem estreita e esburacada. Se você errar e não entrar nessa bifurcação, em 3 minutos você chegará na portaria do Parque Nacional da Serra dos Órgãos ou na Pousada.

Entrando nessa bifurcação à direita antes da Pousada e do Parque, siga em frente até encontrar uma casa à direita. Nesse ponto suba a ladeira que tem uma pavimentação somente onde passam as rodas do carro até um grande portão de madeira, que é a entrada para o Sítio Dghetto. Quando chegar nesse portão de madeira, estacione o carro. Nesse local tem uma área para estacionar uns 5 carros.

Essa ladeira parece acabar nesse portão, mas não acaba. Se você reparar, ela continua mais à direita, mas nesse ponto ela se transforma em uma ladeira de terra estreita e bem erodida. Essa ladeira é o começo da caminhada para o Pico do Alcobaça.

Se você possuir um 4x4 ou se apenas não tiver pena de seu carro, você ainda consegue subir mais um pouco com o veículo, mas eu não o aconselho, pois perto desse portão ainda tem alguns moradores que podem olhar seu carro, sem contar que essa ladeira está muito esburacada. Ela apenas serve para os moradores escoarem a produção de flores que é plantada nessa região.

Dica: Siga sempre as placas das Pousadas Cabanas do Açu e Paraíso do Açu, já que o começo da trilha é bem perto dessas pousadas.


Distâncias das Capitais



   Rio de Janeiro (RJ): 80 km
   São Paulo (SP): 474 km
   Belo Horizonte (MG): 384 km


Quando Ir



O inverno é a melhor estação do ano para se caminhar/escalar os morros de Petrópolis, principalmente nas de maior duração e/ou com pernoite, pois o tempo é bem mais estável.
Nas demais estações é possível ir, mas esteja preparado para chuvas principalmente no final da tarde, no verão as temperaturas podem chegar perto dos 40°C.


Acampamento



O cume é plano e bem largo, mas não existem áreas protegidas para camping e nem água; por isso, se quiser acampar, procure ver antes a previsão meteorológica e de levar tudo o que precisar.


Mapa do Parque



Mapa de Zoneamento do Parque Nacional da Serra dos Órgãos - RJ

Clique no link para fazer o download em alta resolução do Mapa de Zoneamento do Parque Nacional da Serra dos Órgãos


Mapa Dinâmico






Galeira de Fotos



2008-12 - Pico do Alcobaça
2006-05 - Pico do Alcobaça
2005-08 - Pico do Alcobaça


Download Carta Topográfica



Carta Topográfica Itaipava - SF-23-Z-B-I-4 - 1:50.000


Download Tracklog



Tracklog do Pico do Alcobaça


Dicas



   Não esqueça de levar um bom filtro solar, mesmo quando o tempo estiver encoberto.
   Para acessar a área de montanha é necessário o preenchimento do Termo de Conhecimento de Riscos e Normas, mesmo que o acesso à atração não seja por uma portaria do parque.


Tempo





..: Clube do Aventureiros :..
www.clubedosaventureiros.com


Adote uma Montanha


Quer contribuir com o Guia de Trilhas / Montanhas e Cachoeiras? O Guia está aberto a contribuição de seus leitores. Clique para saber mais detalhes.


Direitos autorais


© 2002 - 2012. Todos direitos reservados ao Clube dos Aventureiros. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, modificado, reescrito ou redistribuído e nem criação de obra derivada.

Os artigos e suas respectivas informações, incluindo logotipos, sinais, desenhos, ilustrações, fotografias, textos, gráficos e outros arquivos incluídos neste site são protegidos pela legislação de propriedade intelectual vigente e pertencem ao Clube dos Aventureiros ou são utilizadas apenas mediante autorização.

Toda cópia sem autorização do titular dos direitos autorais e ou detentor dos direitos de reprodução ou fora das estipulações legais constitui contrafação, um ato ilícito civil e criminal.


Artigos Relacionados:

comentários  

 
+1 #1 13-05-2014 12:06
Eu ja falei mas vou repetir !

O CLUBE DOS AVENTUREIROS É O MELHOR SITE DE INFORMAÇÕES DE AVENTURA DO BRASIL ! QUE SÁ DO PLANETA ! NUNCA VI NADA IGUAL !! , SEMPRE ATUALIZADO E O PESSOAL SEMPRE DISPONIVEL ! GALERA VCS ESTAO DE PARABENS !
Citar
 

Comentar:


Código de segurança
Atualizar

Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 

Login

Login Cadastro

Login para sua conta

Sem conta? Campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.

Por favor, informe um Nome de Usuário válido. Sem espaços, com pelo menos 2 caracteres e contendo apenas letras e números.
Por favor, informe um Senha válido. Sem espaços, com pelo menos 4 caracteres e contendo apenas letras e números.
Senhas não conferem.
Por favor, informe um endereço de e-mail válido.
E-mails não conferem. ?>


Quem está Online

Nós temos 215 visitantes online

Estatísticas

Visualizações : 20712021
English Chinese (Simplified) Dutch French German Italian Japanese Russian Spanish